MARES PELO RISO DA POETICIDADE

MARES PELO RISO DA POETICIDADE
Jomard Muniz de Britto
Para anunciar o mês próximo nada melhor do que relembrar o texto-síntese da poeta-pesquisadora Maria Alice Amorim: “la mer/o mar/toujours/iemanjá". Além da devoção pela paisagem da Rainha, precisamos saudar a estréia do amigo Daniel dos Santos Lima e seu inédito conjunto de livros: POEMAS (CEPE).
...“E ao chegar fevereiro
ainda serás imortal
da trágica imortalidade dos palhaços
das colombinas e dos arlequins”...
No país da carnavália perdurante, esqueçamos a tragédia do meio-inteiro ambiente que se faz presença antes durante depois das folias metropolitanas. Mesmo que tentemos o não ser dos arlequinais e palhaços famigerados. Da Região Serrana aos mangues dormentes do Beberibe, outras Holandas em Olindas incendiárias pelo Eu acho é pouco. Insegurando as coisas e feitiços. Inabaláveis e utilíssimas paisagens envenenadas por foliões em trânsito. Pelas diferenças e adversidades, este novo Daniel continua sendo nosso transgressor tão contemporâneo quanto extemporâneo:
...“Mês leviano, essencial
eterno e contingente
No dia em que o perderes
com ele perderás a tua mocidade
e terás assinado antes da hora
um pacto de morte com a tristeza
e seus horrores”...
Se Iemanjá habita mas não reside neste país das maravilhas, nossas paisagens se transfiguram pelo poeta sem medo da paixão e dos mares da poeticidade. Sem medo da retórica das monoculturas nem da memória dos álbuns de família.Sem temer o riso perfurante danielino. Riso-ironia-sarcasmo pela dialética sem síntese. Todas as antíteses, paradoxos, críticas culturais, desde que o "Brasil não é estado confessional", conforme análise histórico-sociológica de Roberto Martins. Sem medo das citações necessárias.
...“Navega sempre os mares das palavras
mas sabe-as sempre incertas, imprecisas,
bem longe da Palavra que procuras
A exata palavra.
Não há palavra exata no poema.
Há beleza.
E a beleza é inexata e equívoca.”
Aos novos leitores de Daniel dos Santos Lima, todos no dia 2 de fevereiro, às 19h, no auditório da Livraria Cultura do Recife, vizinha do Paço Alfândega e da Galeria Arte Plural.
Outras notícias navegantes e bem humoradas: atentadospoeticos@yahoo.com.br

"Ex-beatle Pete Best "

Primeiro baterista dos Beatles, Pete Best fez parte da banda entre 1959 e 1962.

Vitória, 9 jan (EFE).- O ex-beatle Pete Best fez na noite deste sábado sua primeira apresentação em Vitória, na qual dividiu o palco com a banda capixaba Clube Big Beatles.
O show desta noite aconteceu na casa de shows Spírito Jazz, e fez parte do projeto Sócio de Carteirinha, promovido pelo Clube Big Beatles e que reúne uma vez ao mês importantes nomes da música nacional e internacional.
Ao lado do Clube Big Beatles, Pete Best relembrou clássicos do rock n' roll do fim da década de 1950 e começo da de 1960, período em que tocou ao lado de John Lennon, Paul McCartney e George Harrison.
O primeiro baterista dos Beatles ainda voltará ao palco neste domingo, na Praia de Camburi, a principal da capital capixaba, para um megashow no qual dividirá o palco com João Barone, dos Paralamas do Sucesso.
Barone também subiu ao palco neste sábado, e se arriscou até nos vocais, ao cantar o clássico Money, lançado pelo "Fab Four" no álbum "With The Beatles", de 1963.
Na manhã deste sábado, Pete Best visitou a comunidade Morro do Alagoano, também em Vitória, e se emocionou ao tocar junto com a bateria da escola de samba local Novo Império.
"Foi muito especial participar desse encontro, eu nunca tinha visto uma escola de samba de perto. E ainda tive a oportunidade de tocar com eles", disse à Agência Efe o primeiro baterista dos Beatles.
Pete Best fez parte dos Beatles de 1959 a 1962, quando foi demitido para que Ringo Starr pudesse entrar na banda. O episódio é considerado um dos mais controversos da história do rock n' roll, porque John, Paul e George não quiseram anunciar que o baterista estava perdendo o emprego, missão que coube a Brian Epstein, o empresário do grupo.
Nos anos seguintes à demissão, Pete, que estava nos Beatles na passagem da banda por Hamburgo, fase considerada como fundamental para seu amadurecimento, abandonou a música chegou a trabalhar em uma padaria, antes de conseguir um emprego público.
O primeiro baterista dos Beatles passou por um longo período de depressão no qual chegou a tentar suicídio, e só voltou à música em 1988, quando montou uma banda e passou a excursionar pelo mundo.

O MUNDO A 40 ANOS....








Em 1970, o espírito revolucionário da década de 60,continuava em primeiro plano da consciência coletiva da Juventude,neste ano os estudantes protestavam nas principais Universidades do Mundo,protestos contra as ditaduras,contra a guerra do Vietnã,etc.Na Moda Mary Quant (inventora da minissaia em !965),juntamente com André Courrèges,ditavam a Moda e a novidade que sua invenção a minissaia tinha ficado 25,4cm acima do joelho,uma loucura para os homens e mais” liberdade” para as mulheres...Na Medicina o médico Sul Africano “Christian Bernard”realizava o décimo transplante de coração humano,pois sua equipe tinha feito em 67 o primeiro transplante do mundo e na tecnologia a calculadora do tamanho de um livro de bolso,tinha sido inventada em 69,tornava-se o produto mais vendido no planeta e por falar em planeta a consciência ecológica começava a ganhar fôlego com os ambientalistas,eram de alguma forma protestos individuais,mas já era um começo,faltava consciência política como disse Paul McCartney em sua música “Wild Life” em 71,” We're breathing a lot,
a lot of political nonsense in the air.”...No Brasil morria Oscarito um dos maiores atores,comediante de todos os tempos parceiro de Grande Otelo,influenciou muita gente,principalmente Renato Aragão(Didi),eterno Trapalhão,outras morte marcantes no mundo,Charles de Gaulle(Presidente Francês) ;Bertrand Russel(Filosofo Britânico);Forster (Escritor Britânico);Café Filho(Presidente Brasileiro);Ditador português,Antonio Salazar...O Brasil era tri Campeã de Futebol no México até hoje considerada a maior seleção de todos os tempos...vivíamos o lema “Ame ou deixe-o”,o milagre econômico,empréstimos,investimentos estrangeiros e a ditadura de Médici,baixando a lenha,nos estudantes,nos políticos,no povo,eram os anos de chumbo da ditadura,no Chile,Salvador Allende era eleito Presidente e três anos depois era assassinado pela ditadura de Pinochet,apoiado pela CIA.




Na música duas perdas importantes para o Rock e para Juventude;Jimmi Hendrix e Janis Joplin,numa época tão pertubada,cheias de conflitos,os astros do Rock eram os expoentes máximos,Jimmi Hendrix,desenvolveu um som único,inventou distorções,microfonias,detonou efeitos poderosos do pedal wah wah e deixou todos os guitarristas da época atônitos de queixo caídos entre eles,Eric Clapton,Jeff Beck;Jimmy Page,etc)nada mal para um negro filho de uma índia Cherokee,conheceu: Beatles(foi Paul que o convidou para Londres e o indicou para o Festival de Woodstock);Bob Dylan e até Miles Davis se rendeu,o famoso trompetista do Jazz,o conheceu através de sua polemica mulher a cantora e modelo Betty Mabris,e com essa influencia que lançou um dos discos mais revolucionario “Bitches Brew”,vale destacar a matéria de José Teles no Caderno C do Jornal do Commercio,morreu de overdose...depois veio a morte de Janis Joplin, a maior cantora branca de blues de todos os tempos,teve uma vida muito problemática,aos 17 anos,fugiu de casa e sobreviveu cantando em bares,em 66 conheceu o pessoal do Big brother & The Holding Company e explodiu no Festival de Montery,Janis teve uma vida amorosa contubarda e se refugiu na bebida e nas drogas como alivio para suas dores de cotovelo e suas solidões(esteve no Brasil,Serguei o Rockeiro mais velho do que Mick Jagger,etc foi quem lavou a jega...deu total “assistência” a Rainha do Blues),morreu também de overdose...”No Palco eu faço amor com 25.000 pessoas,depois vou para casa sozinha” Mas o pior estava por vir a separação dos Beatles e o seu último disco lançado pela gravadora “Let it be”,vinha amargo,começava a des(construção) dos seus personagens,do mito,(Lacan),tanto que eles queriam se disvincularem,”amadorismo” como alguns estudiosos comentam,a falta de Brian Epstein(Empresário que cuidava de tudo)Yoko,Allen Klein,George Martin(Passivo demais)etc. uma série de fatores levaram ao Fim,mas quem veio para escrever a Revolução não poderia de ser pioneiros mais uma vez vários fatores,como o show fantástico em cima do Edifício(no telhado) em Londres,deixando todos perplexos


Nas ruas e as pessoas querendo saber o que estava acontecendo,mas como sempre veio a policia encerrou mo show,mas voltando para o disco,o produtor foi Phil Spector,o cara que inventou a terceira parede do som,Quincy Jones que o diga o produtor de Michael Jackson(The wall,Thriller,Bed) e as grandes canções: Across Universe(Hino dos astronautas da NASA),vale a pena ouvir também com David Bowe(Amigo de Lennon);The long widing road(uma das preferidas de Ray Charles);Get Back que Tina Tuner detona no seu disco solo de estréia e Maggie mãe,música que John aprendeu tocando banjo com sua mãe Julia e Let it be que tem uma das frases mais filosóficas,poéticas da música”Por mais que seja escura a minha noite,sempre haverá uma estrela que brilhará por mim”,música feita por Paul para sua mãe e no fim do disco a famosa frase de John que também está no Documentário ,no show em cima do edifício da Apple,na Seville Street;” I’d like to say thank you on behalf of the group and ourselves. I Hope we’ve passed the audition” (Eu gostaria de dizer obrigado em nome do grupo e de todos nós.Espero que passemos na audição).E Passaram nessa e em todas as audições da música contemporânea.

( By:Flávio Magalhães;e-mail jfomagalhaes@hotmail.com)

XXIII SEMANA ESTUDANTIL DE ARTES DE SERTÃNIA

XXIII SEMANA ESTUDANTIL DE ARTES DE SERTÃNIA (23 A 29 DE JANEIRO DE 2011)



A Semana Estudantil de Artes de Sertânia é o maior evento cultural do Município e um dos maiores do estado de Pernambuco,onde são envolvidas atividades na área de artes:

Plástica;cênicas;literatura;cinema;vídeo;fotografia;música;cultura popular e esportes...

A Semana Estudantil se destacou em várias décadas,principalmente nas de 60 e 70,quando foi iniciada pelo Grupo Disparada,Ésio Rafael,Anacleto(Padin),Zé Carneiro,entre outros,(Grupo de Movimento Artístico Cultural),iniciou um movimento que envolvia teatro,música,e a criação de um Jornal,o qual culminou com a realização da Semana de Arte de Sertânia,abalando com as estruturas da cidade e não teve como dar continuidade do evento...A Imprensa chegou a classificar Sertânia como uma das cidades que melhor representava culturalmente o Estado,só Olinda,Cabo do Sto. Agostinho e Caruaru,tinham forte movimento cultural,matéria que saiu no Diário da Noite,por Heber Fonseca,meados de 70...

Nos anos 80 outros jovens deram continuidade,destacando-se a Casa de Estudante de Sertania(CELA),tendo a frente o Aurino Severo (Aurino Capitão),e deram a seqüência ao Evento,consolidando o nome de Semana Estudantil de Sertânia.Infelizmente em alguns anos não houve uma seqüência da Semana Estudantil e apesar de todas as dificuldades e a falta da visão de vários políticos locais e dos órgãos responsáveis pela “cultura” do Estado,o Movimento continua bem vivo,trazendo para região artistas de peso como os teatrólogos Hermilo Borba Filho,Vital Santos,Joacir Castro;Artistas Plásticos: Paulo Brusck e Sergio Lemos;Escritores: Alberto Cunha Melo;Marcelo Mário Melo;Cantores e Compositores: Zeto; Zé Marcolino,Maciel Melo,Cátia de França,Violinista: Ednaldo Queiroz;Violeiros: Pinto do Monteiro,Lourival Batista,Jô Patriota,Zé Catota,João Furiba,Sebastião Dias,Rogério Menezes,etc Declamadores como Lirinha ex-integrante do Cordel do Fogo Encantado;Dedé Monteiro e Raudênio,Personalidades como Pe. Reginaldo Veloso,Fernando Lira,Paulo Rubem Santiago;Prof. José Rabelo de Vasconcelos;Grupos de dança: Balé Popular do Recife,Balé Retornança;Balé Brincantes;Farra Faceira, etc. Corais: CHESF;UFPE;TCE-PE além de valores locais:

Cia Teatral Primeiro traço;Cristina Amaral,Banda Moxotó,Valmar Belarmino,Gato Velho,Marcos Cordeiro,Maestro Francisquinho,Luiz Carlos Monteiro,Chico Arruda,Antonio Amaral,Jairo Araújo,Balé Elisabeth Freire,Valdemar Cordeiro,César Amaral,Raimundo Laet,Gato Novo,etc

Esperamos que a Semana Estudantil de Artes de Sertânia,que nesse ano Homenageia o Centenário de Waldemar Cordeiro e os 20 Anos da morte do Maestro Francisquinho,contribua cada vez mais com a consciência e integração da nossa população... que a cultura é fundamental para o crescimento da nossa cidade.

jfomagalhaes@hotmail.com
 
Copyright ©2018 GArganTA MAGAlhães Todos os Direitos reservados | Designed by Robson Nascimento