NOTA DE UTILIDADE PÚBLICA

VAMOS CIRCULAR

O  JORNAL  DA REDE GLOBO MOSTROU UMA REPORTAGEM SOBRE O HOSPITAL DOS OLHOS DE SOROCABA. 


ESSE HOSPITAL É DA MAÇONARIA, SEM FINS  LUCRATIVOS.





TELEFONE - (15)  3212-7009  - DE 2ª A 6ª FEIRA 

ATENCIOSAMENTE,
 
DR. EDUARDO  BEZERRA -MÉDICO 
REPASSANDO DE MÃO EM MÃO ESTE E-MAIL PODERÁ CAIR NA MÃO DE ALGUÉM QUE CONHEÇA UMA PESSOA QUE ESTÁ A ESPERA DE CÓRNEAS. ELA PODE ENTRAR   EM CONTATO COM O HOSPITAL OFTALMOLOGICO DE SOROCABA -SP E SE CURAR! 
AS  CÓRNEAS NÃO UTILIZADAS ESTÃO SENDO JOGADAS FORA POR PASSAREM DO TEMPO DE  UTILIZAÇÃO  E VALIDADE ! 
ENTRETANTO, ESSE HOSPITAL ESTÁ REALIZANDO SOMENTE CERCA DE 120 (CENTO E  VINTE) TRANSPLANTES POR MÊS, DEVIDO A FALTA DE PACIENTES. 
ELE É CONVENIADO COM O SUS, E TEM CAPACIDADE PARA  REALIZAR CERCA DE 300 (TREZENTOS) TRANSPLANTES DE CÓRNEAS POR MÊS, POIS HÁ UM ESTOQUE DE CÓRNEAS SUFICIENTE PARA A REALIZAÇÃO DOS MESMOS. 
 

Vai ter forró de categoria

Um programa de final de semana maravilhoso, Forró de categoria.

Os Pariceiros vai armar sua tenda de Forró no ginásio do colégio cardeal próxima sexta 03/06/11 as 22h, entrada 5R$ antecipada e 8R$ na Hora. Informações (87)9137-0738.

Saudações sertanejas a todos e a todas.
nos vemos por lá.
até mais ver.
George Silva.

EXPOCOSE 2011

A meia impunidade de Palocci

> nenhuma lei
>
> José Nêumanne
>
> Nos EUA há legais e fora da lei: no Brasil excesso de normas permite a
> alguns ficarem acima delas
>
> Há um paralelo que não pode ser omitido entre a prisão do diretor do
> Fundo Monetário Internacional (FMI), em Nova York, e a crise
> deflagrada em pleno centro do poder republicano no Planalto Central do
> Brasil pela constatação de que o patrimônio da empresa de assessoria
> do chefe da Casa Civil cresceu 20 vezes nos quatro anos em que
> hibernou entre dois ministérios.
>
> Nos Estados Unidos dos pais fundadores da Revolução Americana de 1776,
> o favorito à eleição presidencial da França, em cujas mãos repousavam
> as esperanças da retirada do Primeiro Mundo da crise, Dominique
> Strauss-Kahn, foi preso ao tomar o avião que o levaria para fora do
> país, sob a acusação de tentativa de estupro da camareira de um hotel.
> No Brasil contemporâneo, o governo a que Antônio Palocci serve faz o
> possível e o impossível para evitar que este se explique sobre delito
> que jura que ele não cometeu e do qual é acusado pela oposição, que,
> por sua vez, não consegue definir qual poderá ter sido a norma legal
> que teria sido atropelada. Logo, o figurão petista corre o risco de
> perder posto e poder por sua fragilização política, mas não passa pela
> cabeça de ninguém que algum dia ele venha a responder por qualquer um
> dos crimes de que foi acusado, de vez que estes não foram tipificados.
> No Estado Democrático de Direito ao norte do Rio Grande, iguais
> perante a lei, cidadãos dividem-se em legais e fora da lei. Na
> República petê-lulista, assim como nas modalidades de antes, os
> nativos distinguem-se entre condenados a cumprir a lei e os que ficam
> acima da ordem que eles próprios impõem.
>
> O policial que frustrou a ascensão do futuroso político e gestor
> providencial do capitalismo de nossos tempos não pensou um segundo que
> fosse no currículo brilhante do detido nem nas dificuldades que os
> países industrializados mergulhados na crise passarão a ter com a
> perda do cérebro privilegiado que poderia tirá-los do sufoco. A
> Strauss-Kahn não se deu nenhuma chance de aplicar uma carteirada
> tupiniquim do gênero “você sabe com quem está falando?”, mantra dos
> poderosos pilhados em flagrante no Brasil desde as capitanias
> hereditárias até a atual democracia de massas. Nem lhe coube vacilar
> movido por quaisquer considerações de ordem estratégica: o maganão foi
> preso porque violou a lei.
>
> Contra o equivalente nacional ao caso do impetuoso “galã” gaulês não
> pesa nenhum dispositivo legal. Na prefeitura de Ribeirão Preto,
> Palocci protagonizou alguns escândalos que foram sepultados em nome de
> um antigo auxiliar visitado antes da hora pela Indesejada das Gentes.
> Avalista de sensatez do pretendente do Partido dos Trabalhadores (PT)
> à Presidência da República em 2002, o sanitarista tornou-se padrinho
> do casamento de Luiz Inácio Lula da Silva com a ortodoxia dita
> neoliberal e, em consequência, com a higidez fiscal. E, nessa
> condição, assumiu pose e poder de czar da economia. Mas o escândalo
> bateu-lhe à porta novamente, acusado que foi de participar de um grupo
> de companheiros caipiras que alugaram uma mansão suspeita em área
> nobre da capital.
>
> Como ocorreu com Fernando Collor de Mello e Paulo Maluf, nada foi
> provado contra ele. Ainda assim, Palocci caiu do telhado, deixando o
> Ministério da Fazenda livre para um quadro técnico do PT infinitamente
> inferior a ele em força e prestígio. E perdeu a chance de ser ungido
> sucessor pelo chefe, abrindo caminho para Lula eleger Dilma. Mas a
> tentativa grotesca de desqualificar o depoimento definitivo contra sua
> presunção de inocência, devassando de forma truculenta e asquerosa o
> sigilo fiscal do caseiro Francenildo dos Santos Costa, não o impediu
> de voltar à Câmara dos Deputados e ocupar posto de relevo na campanha
> vitoriosa da petista à Presidência da República. As mãos manchadas, no
> mínimo, pela injusta perseguição ao modesto trabalhador contra quem
> jogou seu peso de todo-poderoso sobre um insignificante súdito
> continuam livres para agir enquanto sua presença no alto comando
> republicano não passar a ser mais perniciosa do que útil.
>
> O ex-prefeito sob suspeita, ministro da Fazenda destronado por um
> escândalo e chefe da Casa Civil ameaçado por outro, formalmente, não
> violou a ordem jurídica. Afinal, no Estado Democrático de Direito à
> brasileira não há normas que regulem o lobby nem autoridade disposta a
> fazer cumprir os dispositivos legais que, em teoria, reprimem o
> tráfico de influência. Aqui não se leva a sério o ancestral axioma
> romano segundo o qual à mulher de César não basta ser honesta, deveria
> parecê-lo. “Afinal, eu nem me chamo César”, diria o melhor aluno da
> classe na escola do professor Lulinha.
>
> Contra ele só conspira o fato de que patos mancos não nadam nos lagos
> palacianos de Brasília. O governo capaz de mandar seu bate-pau
> Vaccarezza postar agentes de segurança à porta das comissões para
> impedir reuniões que pudessem aprovar sua convocação para depor – uma
> violência nunca antes praticada nem mesmo por Hitler e Mussolini –
> despejará Palocci quando ele se tornar insustentável. E, então, nos
> arraiais oposicionistas tremularão bandeirolas festivas numa tentativa
> de esconder o fato de que, se sobra truculência nas hostes
> governistas, falta competência nas que fingem se opor. Fingem, sim,
> pois não há registro histórico de nenhum esforço de partido algum, da
> direita ou da esquerda, quando no governo ou na dita oposição, para
> tratar o tráfico de influência em cargos de poder pelo nome certo:
> crime. A meia impunidade que não impede que Palocci venha a perder o
> lugar quando se tornar mais inconveniente do que necessário o libera
> de punições de quaisquer naturezas na Justiça. E também garante a
> liberdade dos adversários que almejam postos no poder para repetir sua
> façanha de consultor de formidável êxito.
>
> No faroeste nacional, não há mocinhos nem vilões. Há, sim,
> beneficiários de uma ordem em que leis demais permitem que elas não
> atinjam alguns poucos.
>
> Jornalista, escritor e editorialista do Jornal da Tarde
>
> (Publicado na Pág A2 do Estado de S. Paulo na quarta-feira 25 de maio de 2011)

Lavar Recicláveis Antes de Jogar no Lixo Não é Desperdício

Por Lydia Cintra, 11 maio 2011

    A maior parte das embalagens que usamos em casa, como uma garrafa de suco ou uma lata de creme de leite, acumula restos orgânicos. Essas sobras precisam ser retiradas antes do descarte. É importante que as embalagens estejam, inclusive, para evitar mau cheiro e proliferação de insetos. Mas aí você pode questionar que, para lavar essas embalagens, há gasto de água – e, portanto, desperdício. Alguns argumentos mostram que não é bem assim.


 A vazão de uma torneira é de aproximadamente 9 litros por minuto. Isso quer dizer que, se você ficar 2 minutos com a torneira aberta lavando os recicláveis, poderá gastar cerca de 20 litros. É bastante? Sim. Se você bebe 2 litros de água por dia, por exemplo, essa é a quantidade consumida ao longo de quase dez dias. Porém, a lógica se inverte se você decidir que economiza água se tascá-la no lixo comum. Por quê?   

Primeiro: ela vai ocupar um espaço que já está no limite. No Brasil, espaços destinados a aterros pedem socorro. Segundo a última Pesquisa Nacional de Saneamento Básico do IBGE, 50,8% dos municípios brasileiros destinam seus resíduos de forma incorreta em lixões – que devem deixar de existir no Brasil até 2015, de acordo com a Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS). A mudança desse quadro de esgotamento dos locais que recebem o lixo é estrutural e urgente, mas parte da solução também está na forma como consumimos. Quanto menos lixos nesses lugares, melhor.


Segundo: A água é um recurso natural consumido em todas as etapas da cadeia de produção de embalagens, que incluí extração de matéria-prima, desenvolvimento do produto fabricação, transporte, distribuição, compra e uso pelo consumidor final. Por isso, a quantidade de água gasta para lavar a embalagem e descartá-la corretamente é bem menor do que a utilizada no seu processo de fabricação.


Terceiro: para cada embalagem que não é reciclada nem reutilizada, outra nova entra no mercado. Lançar no lixo comum objetos que podem ser reciclados é colocá-los na natureza sem direito a uma segunda chance de uso. Pior ainda quando sabemos que artigos como latas de alumínio demoram até 500 anos para se decompor e sacos e copos plásticos até 450 anos. Tempo demais.

E você? Como faz com o seu lixo reciclável?

Fonte: http://super.abril.com.br/blogs/ideias-verdes/2011/05/11/lavar-os-reciclaveis-ou-joga-los-no-lixo-comum-para-nao-gastar-agua/



A limpeza das embalagens destinadas para reciclagem não é bem uma “lavagem”, mas um “passar uma água” para retirar o excesso de alimento que realmente se transforma em vetor de doenças. Tanto para quem vai manusear o material (o/a catador/a), quanto para jogar fora mesmo (no aterro). Passar uma água, portanto, é somente uma questão de higiene e saúde pública.

Nenhuma empresa de reciclagem vai encaminhar o material que recebe sem passar por um processo de lavagem na própria empresa. Quando o material chega e está sujo a empresa tem que incorporar no processo de reciclagem elementos químicos que servem de catalisadores para a limpeza dos resíduos orgânicos que ainda persistem em“grudar” no material reciclável, seja ele vidro, metal ou plástico.
Assim vejamos:

• Resíduos Lavados:
o Higiene e saúde;
o Pequeno gasto com água;
o Diminui a quantidade de produtos químicos para limpeza do material a ser reciclado nas indústrias;
o No caso de destinação aos aterros não se transformam em vetores de doenças;
o Não gera mau cheiro quando dentro das residências, contêineres e caminhões de coleta.
• Resíduos Sujos:
o Transformam-se em vetores de doenças pela putrefação dos resíduos orgânicos em seu interior;
o Falta de higiene;
o Economiza água;
o Geram muito mau cheiro dentro de residências, contêineres e caminhões de coleta.
Assim, apesar de haver um pequeno gasto de água, o processo beneficia toda a cadeia.

Esperamos ter contribuído.



--
__________________________________________________________________
Evite Imprimir!
Proteja meu endereço como estou protegendo o seu!
Não mostre para os outros o endereço eletrônico de seus amigos.
Use Cco...Bcc (Com Cópia Oculta).
Retire os endereços dos amigos antes de reenviar.
Dificulte a disseminação de vírus e spams ...
Participe desta campanha.
Colabore incluindo este texto em suas mensagens.

12 horas para salvar as florestas

Caros amigos de todo Brasil,

Em 12 horas, a Câmara dos Deputados tentará aprovar mudanças radicais no Código Florestal, colocando em risco milhões de hectares de florestas por todo o Brasil. A Presidente Dilma e líderes partidários ainda podem impedir esta loucura. Vamos enviar uma onda de mensagens que não poderão ser ignoradas. Clique aqui para enviar mensagens e divulgue - não temos um minuto a perder!


A Câmara dos Deputados irá determinar hoje a vida ou morte de milhões de hectares de florestas brasileiras quando levar à votação alterações no Código Florestal. Se aprovadas, as mudanças propostas irão gerar uma cadeia irreversível de devastação ambiental que irão danificar a paisagem do Brasil para sempre. As próximas 12 horas são críticas, vamos gerar uma mobilização massiva para salvar nossas florestas.

Nós já vencemos antes -- a pressão popular constante, incluindo milhares de mensagens de membros da Avaaz, já adiou a votação no Código várias vezes, assim como a nossa pressão sobre os deputados contrariaram todas as expectativas aprovando a lei da Ficha Limpa no ano passado. Embora agendada para votação, a proposta atual não é definitiva -- na verdade, a Presidente Dilma e a oposição estão fazendo acordos a portas fechadas agora mesmo, negociando nosso futuro por acordos políticos. Nós ainda podemos impedir isto.

Não há um minuto a perder! Vamos enviar uma avalanche de mensagens para a Presidente Dilma e líderes dos partidos deixando claro que não deixaremos que eles barganhem nossas florestas:

http://www.avaaz.org/po/codigo_florestal_urgente/?vl

Os desmatadores estão fora de controle, incentivados pela promessa de anistia e a nova regulamentação. Dados chocantes publicados na semana passada mostram que o desmatamento se multiplicou a um nível astronômico, aumentando em 5 vezes mais que os mesmos meses no ano passado. Isso é apenas um sinal do que está por vir se as mudanças propostas forem aprovadas. Estas emendas irão anistiar crimes ambientais cometidos antes de 2008 e acabarão com a proteção a áreas vulneráveis tais como matas ciliares e topos de morros, áreas em que a cobertura florestal é crucial para prevenir deslizamentos e enchentes como as que recentemente devastaram comunidades de norte a sul do país.

A maioria dos brasileiros apoiam proteções ambientais mais fortes e estudos mostram que há terra suficiente no Brasil para manter e aumentar a produção agrícola sem ter de derrubar uma única árvore. Mas os deputados da bancada ruralista, dominados pelos interesses privados do agronegócio, pensam que podem ficar impunes ao tentar destruir o Código Florestal brasileiro. Esta luta entre a sociedade civil e poderosos interesses políticos está se tornando a maior batalha ambiental da história do Brasil.

Durante a campanha eleitoral, Dilma prometeu vetar qualquer lei que aumentasse o desmatamento -- vamos cobrar a sua promessa e pedir que o povo seja colocado acima dos interesses políticos. É hora de mostrar nosso poder e enviar uma avalanche de mensagens ao governo pedindo que a Presidente Dilma e os líderes partidários impeçam o enfraquecimento do Código Florestal. Envie sua mensagem agora!

http://www.avaaz.org/po/codigo_florestal_urgente/?vl

A cada dia nossas florestas nos protegem de catástrofes ambientais - elas produzem o ar que respiramos, resfriam nosso clima, promovem a biodiversidade e mantêm a terra enraizada no lugar. Agora, elas precisam da nossa proteção. Sem nós, os recursos naturais mais preciosos do Brasil perderão para os interesses de deputados poderosos que querem apenas expandir suas terras e aumentar seus lucros. Nós temos poucas horas -- vamos nos mobilizar antes que seja tarde demais.

Com esperança,

Ben, Ricken, Graziela, Iain, David e o resto da equipe Avaaz

Mais informações:

Ex-ministros unem-se contra votação do Código Florestal:
http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI5145399-EI7896,00-Exministros+unemse+contra+votacao+do+Codigo+Florestal.html

Semana começa com articulações por acordo sobre Código Florestal:
http://g1.globo.com/politica/noticia/2011/05/semana-comeca-com-articulacoes-por-acordo-sobre-codigo-florestal.html

Desmatamento na Amazônia aumenta mais de 5 vezes:
http://www.estadao.com.br/noticias/geral,desmatamento-na-amazonia-aumenta-mais-de-5-vezes,721341,0.htm

Documento liga novo código a avanço do desmatamento:
http://www.estadao.com.br/noticias/geral,documento-liga-novo-codigo-a-avanco-do-desmatamento,722547,0.htm

Manifestantes protestam em SP contra reforma do Código Florestal:
http://oglobo.globo.com/pais/mat/2011/05/22/manifestantes-protestam-em-sp-contra-reforma-do-codigo-florestal-924511164.asp

Alta do desmatamento da Amazônia alarma Governo:
http://noticias.terra.com.br/noticias/0,,OI5137155-EI188,00-Alta+do+desmatamento+da+Amazonia+alarma+Governo.html


Apoie a comunidade da Avaaz! Nós somos totalmente sustentados por doações de indivíduos, não aceitamos financiamento de governos ou empresas. Nossa equipe dedicada garante que até as menores doações sejam bem aproveitadas -- clique para doar.


PARABÉNS!! SERTÂNIA,PELOS SEUS 138 ANOS DE EMANCIPAÇÃO.

Depoimento da professora Amanda Gurgel - RN

SONHO REALIZADO!

Estivemos em Arcoverde,no dia 10 de maio de 2011,no Hotel Olho D'agua dos Bredos,com o Autor de vários livros didáticos Amadeu Marques,onde discutimos o excelente livro ON STAGE,além do nosso Mestre ,estiveram vários amigos e profesores da região,foi mesmo um sonho realizado para todos.

BOB MARLEY: “ A REBELIÃO DO REGGAE”

VÍDEO - Bob Marley No Woman No Cry 1979


“Quando eu lembro do estalar do chicote/ meu sangue corre gelado/ Lembro do navio de escravos/ Quando brutalizavam minha alma”(Bob Marley)



Faz 30 anos que Robert Nesta Marley,mais conhecido como Bob Marley,morria de câncer ,conseqüência de um ferimento mal curado no pé, os médicos sugeriram amputação, Bob se recusou, alegando razões religiosas, mas o sofrimento ele conhecia desde pequeno no Gueto Negro de Trench Town em Kingston, capital da Jamaica, onde viviam,pobres,negros em barracos precários,como as favelas cariocas, onde as chamas da violência policial e da marginalia enloquecida pela eterna miséria , foi ali que nasceu Bob Marley em seis de fevereiro de 1945.

No começo da década de 60, alguns músicos Jamaicanos,realizavam fusões intuitivas com as varias formas do rithm’n blues dos americanos,surgindo um som estranho que batizaram de Ska (onde Paralamas,Skank,Cidade Negra,The Police,etc)

Beberam na fonte nos seus primeiros discos,vale lembrar que os Beatles,em uma das suas milhares inovações foram a primeira Banda de Rock a gravarem um Reggae,no lendário Álbum Branco(White Álbum) um Jamaicano de dreadlocks,(tranças horrendas),entrou no Studio de Abbey Road em Londres,dizendo que era Jesus Cristo,e sempre repetia uma frase ob-la-di ob-la-da,uma espécie de neologismos, que quer dizer tá tudo muito bom,tá tudo muito bem,Paul McCartney que não é bobo nada,rapidamente fez uma canção,sendo assim o primeiro reggae gravado por uma Banda de Rock na História,segundo Paul foi a última vez que viu Jesus Cristo... além disso Bob Marley era completamente alucinado por “Eleanor Rigby”canção dos Beatles,o cantor Jamaicano ouvia a música varias vezes ao dia e não gostava de ser interrompido durante a audição,chegou a dar uns berros em Rita Marley sua esposa por causa de uma pequena intromissão ,mas voltando ao Ska,que foi tomando conta de todos, com os seus metais passando para o segundo plano,cedendo a primazia da guitarra-base,etc. Seus principais representantes foram: Alton Ellis; Minnie Small;Tools e os Maytals,eram o sucesso local e estavam aos poucos entrando nas paradas dos States,isso influenciou demais Bob Marley, que aos 17 anos, fez sua primeira gravção,destacando “One Cup of Coffe” e forma uma banda com Bunny Linvigston, Peter Tosh,Jimmy Cliff, formando assim os Wailers...o sucesso veio mesmo nos anos 70,com os discos “Catch a Fire” e “Burnin’ “

E a música “ I Got a Sheriff”,que foi gravada por Eric Clapton e “No woman no Cry” com a belíssima versão de Gilberto Gil. O Álbum “Natty Dread”,com uma nova formação,entre elas Rita Marley,sua esposa nos vocais,sucederam-se turnês pelos Estados Unidos,Europa,com isso o LP “Rastman Vibration” se espalhou pelo mundo,”O Reggae escorria como um rio de mel e lágrimas,transformando a violência mal contida em transe místico,verdadeiro ritual de purificação para os guerreiros do Terceiro Mundo”Fez um show na Etiópia onde sentiu na pele a dominação por tiranos sangrentos, tornando a mãe África em um Continente,onde reinam a miséria e a violência,esteve também no Brasil onde viu uma ditadura nos seus suspiros finais e com amigos como Chico Buarque (jogando um futebol) com Moraes Moreira,Gil, Marina,etc. Gil gravou com os Wailers o reggae “Vamos Fugir”(logo após a sua morte)

E sobre sua saúde,sua infecção progredia cada vez mais,o câncer se alastrava nos pulmões ,fígado e cérebro,morre no dia 11 de maio de 1981 aos 36 anos,foi cremado ao lado de um pote de ganja,sua inseparável Gibson Les Paul, e uma Bíblia aberta,suas cinzas repousam em St. Ann, lugar onde nasceu...sua música continua vibrando nos ares,mares e subterrâneos da Babilônia Universal.

(Flávio Magalhães)

Microprojetos Mais Cultura

Neste sábado dia 21 de Maio de 2011, a partir das 19:00h, na Praça de Eventos Olavo Siqueira em Frente a Sede da Coletividade em Sertânia-PE, acontecerá o encerramento do Projeto “Integração Cultural entre Jovens da Zona Rural e Urbana”. 

O Projeto foi aprovado no Edital de Microprojetos do Programa Mais Cultura em uma parceria do Governo Federal, através do Ministério da Cultura, da FUNARTE, do Governo de Pernambuco, através da FUNDARPE, do Banco do Nordeste e do Instituto Nordeste Cidadania. 

O Projeto tem o objetivo de realizar atividades culturais entre jovens da zona rural e urbana, criando uma integração cultural entre as realidades de cada um. Foram realizadas oficinas de teatro, danças populares, hip hop e capoeira em diversas comunidades de Sertânia e neste sábado serão realizadas oficinas e apresentações com todos os jovens juntos, promovendo de fato a integração entre as juventudes presentes.

SANTA CRUZ É CAMPEÃO, É PAIXÃO

Com mais de 62 mil pessoas balançando as estruturas do José do Rego Maciel, o Mais Querido emociona a sua torcida, conquistando o título do Campeonato Pernambucano 2011, depois de seis anos de jejum. Foi o vigésimo quinto título pernambucano do Tricolor e teve um sabor especial, pois tirou a chance do Sport conquistar o Hexacampeonato.

O Santa Cruz não segurou o empate com a equipe rubro-negra, mas não teve importância. A derrota por 1x0 garantiu a conquista para o Mais Querido por conta do primeiro jogo, em que o Tricolor venceu por 2x0 na Ilha do Retiro,mostrando que é a maior torcida de PE e do NE,Valeu Guerreiros do Arruda,SANTA FELICIDADE,para todos os tricolores...

Chomsky: "Minha reação diante da morte de Osama"

Poderiamos perguntar a nós mesmo como reagiríamos se um comando iraquiano pousasse de surpresa na mansão de George W. Bush, o assassinasse e, em seguida, atirasse seu corpo no Oceano Atlântico. Sem deixar dúvidas, seus crimes excederam em muito os que Bin Laden cometeu, e não é um "suspeito", mas sim, indiscutivelmente, o sujeito que "tomou as decisões", quem deu as ordens de cometer o "supremo crime internacional, que difere só de outros crimes de guerra porque contém em si o mal acumulado do conjunto".

Noam Chomsky - Guernica Magazine
Fica cada vez mais evidente que a operação foi um assassinato planejado, violando de múltiplas maneiras normas elementares de direito internacional. Aparentemente não fizeram nenhuma tentativa de aprisionar a vítima desarmada, o que presumivelmente 80 soldados poderiam ter feito sem trabalho, já que virtualmente não enfrentaram nenhuma oposição, exceto, como afirmara, a da esposa de Osama bin Laden, que se atirou contra eles.

Em sociedades que professam um certo respeito pela lei, os suspeitos são detidos e passam por um processo justo. Sublinho a palavra "suspeitos". Em abril de 2002, o chefe do FBI, Robert Mueller, informou à mídia que, depois da investigação mais intensiva da história, o FBI só podia dizer que "acreditava" que a conspiração foi tramada no Afeganistão, embora tenha sido implementada nos Emirados Árabes Unidos e na Alemanha.

O que apenas acreditavam em abril de 2002, obviamente sabiam 8 meses antes, quando Washington desdenhou ofertas tentadoras dos talibãs (não sabemos a que ponto eram sérias, pois foram descartadas instantâneamente) de extraditar a Bin Laden se lhes mostrassem alguma prova, que, como logo soubemos, Washington não tinha. Portanto, Obama simplesmente mentiu quando disse na sua declaração da Casa Branca, que "rapidamente soubemos que os ataques de 11 de setembro de 2001 foram realizados pela al-Qaeda".

Desde então não revelaram mais nada sério. Falaram muito da "confissão" de Bin Laden, mas isso soa mais como se eu confessasse que venci a Maratona de Boston. Bin Laden alardeou um feito que considerava uma grande vitória.

Também há muita discussão sobre a cólera de Washington contra o Paquistão, por este não ter entregue Bin Laden, embora seguramente elementos das forças militares e de segurança estavam informados de sua presença em Abbottabad. Fala-se menos da cólera do Paquistão por ter tido seu território invadido pelos Estados Unidos para realizarem um assassinato político.

O fervor antiestadunidense já é muito forte no Paquistão, e esse evento certamente o exarcebaria. A decisão de lançar o corpo ao mar já provoca, previsivelmente, cólera e ceticismo em grande parte do mundo muçulmano.

Poderiamos perguntar como reagiriamos se uns comandos iraquianos aterrizassem na mansão de George W. Bush, o assassinassem e lançassem seu corpo no Atlântico. Sem deixar dúvidas, seus crimes excederam em muito os que Bin Laden cometeu, e não é um "suspeito", mas sim, indiscutivelmente, o sujeito que "tomou as decisões", quem deu as ordens de cometer o "supremo crime internacional, que difere só de outros crimes de guerra porque contém em si o mal acumulado do conjunto" (citando o Tribunal de Nuremberg), pelo qual foram enforcados os criminosos nazistas: os centenas de milhares de mortos, milhões de refugiados, destruição de grande parte do país, o encarniçado conflito sectário que agora se propagou pelo resto da região.

Há também mais coisas a dizer sobre Bosch (Orlando Bosch, o terrorista que explodiu um avião cubano), que acaba de morrer pacificamente na Flórida, e sobre a "doutrina Bush", de que as sociedades que recebem e protegem terroristas são tão culpadas como os próprios terroristas, e que é preciso tratá-las da mesma maneira. Parece que ninguém se deu conta de que Bush estava, ao pronunciar aquilo, conclamando a invadirem, destruirem os Estados Unidos e assassinarem seu presidente criminoso.

O mesmo passa com o nome: Operação Gerônimo. A mentalidade imperial está tão arraigada, em toda a sociedade ocidental, que parece que ninguém percebe que estão glorificando Bin Laden, ao identificá-lo com a valorosa resistência frente aos invasores genocidas.

É como batizar nossas armas assassinas com os nomes das vítimas de nossos crimes: Apache, Tomahawk (nomes de tribos indígenas dos Estados Unidos). Seria algo parecido à Luftwaffe dar nomes a seus caças como "Judeu", ou "Cigano".

Há muito mais a dizer, mas os fatos mais óbvios e elementares, inclusive, deveriam nos dar mais o que pensar.

(*) Noam Chomsky é professor emérito do Departamento de Linguística e Filosofía del MIT. É autor de numerosas obras políticas. Seus últimos livros são uma nova edição de "Power and Terror", "The Essential Chomsky" (editado por Anthony Arnove), uma coletânea de seus trabalhos sobre política e linguagem, desde os anos 1950 até hoje, "Gaza in Crisis", com Ilan Pappé, e "Hopes and Prospects", também disponível em áudio.

Fonte: Cubadebate

VÍDEO - "OS PARICEIROS"



"Os Pariceiros" é sem dúvida uma ótima opção para seu festejo.

Aguardo seu contato ou sua indicação para um amigo.

Abraços.

Contatos:
(87) 9124 - 6307

A IMPORTÂNCIA DUMA BIBLIOTECA NOTURNA EM SERTÂNIA

 Por Wellington Santana
 
Sem promoção da leitura num país a capacidade de seu povo lidar com informações escritas é baixa e, consequentemente, o progresso e o seu desenvolvimento sentirão seus reflexos.

No ambiente escolar parece haver consenso sobre a importância dos livros como fontes de saber e de cultura e como meio eficaz de aperfeiçoamento linguístico. Porém, existe uma comodidade geral no sentido de conduzir as crianças e os jovens à leitura. Partindo do próprio meio familiar, onde, via de regra, não se reserva um tempo livre para a leitura nem se estimula o gosto por esta atividade e a tudo o que com ela se relaciona, também a comunidade escolar deixa a desejar. Entendamos por comunidade escolar não somente os professores e professoras, mas todos os agentes de educação, inclusive a Secretária Municipal de Educação e Cultura.

Ainda são pouquíssimas as famílias que tem uma biblioteca ativa em casa, mesmo pequena. Geralmente, se tem num canto da sala uma estante com alguma enciclopédia que nunca vai ser lida (fica lá como enfeite) ou alguns livros didáticos adotados na Escola dos filhos. Nas famílias mais pobres, onde sequer as necessidades mais elementares são atendidas, como comprar livros quando se falta até a alimentação de cada dia? O tempo livre quase sempre é preenchido com televisão ou jogos de vídeo.

Pra acabar com essa falta de vontade e de tempo pra ler livros e as pessoas não somente entenderem a necessidade dessa prática para o crescimento em várias áreas do conhecimento, mas da própria condição humana, é preciso motivá-las.

Por conseguinte, a sociedade e os Governos precisam facilitar a criação de estruturas de apoio à leitura, dentre os quais está uma biblioteca municipal pública com livros diversificados, salas de leitura e estudo adequadas, e com horários que atendam às necessidades dos usuários.

Nesse sentido, uma biblioteca pública municipal aberta em três turnos (manhã, tarde e noite) tem um papel importantíssimo como um ambiente de pesquisa para as atividades curriculares das escolas e, como espaço aberto às pessoas em geral, representa uma atitude muito positiva como estímulo ao prazer de ler, sejam leituras recreativas ou informativas.

Sertânia é uma cidade conhecida, entre outras coisas, pela força de vontade de estudar de seus jovens, com altos índices de aprovação em concursos públicos e vestibulares. Paradoxalmente, este pessoal não dispõe de uma biblioteca pública com cabines ou salas de estudos adequadas e, mesmo assim, a que existe não abre à noite. Cada um que se vire em garagens ou quartos mal iluminados e sem ventilação – verdadeiros fornos durante o verão.

Fica como sugestão ao Governo Municipal de Sertânia, portanto, que se busquem recursos federais, estaduais ou municipais e construa num daqueles galpões próximo à rinha de galos, uma ampla biblioteca, com um acervo variado de livros, espaços para leitura e estudo confortáveis, e que funcione nos três turnos.

Wellington Santana é sociólogo, nasceu e viveu em Sertânia até início dos anos 80’.

IVº BALAIO CULTURAL EM TUPARETAMA

LANÇAMENTO DO NOVO LIVRO DE NENEM
PATRIOTA EM TUPARETAMA

Na próxima sexta-feira, dia 06, durante o 4º BALAIO CULTURAL
acontecerá em Tuparetama o Lançamento do Livro do
“Casebres, Castelos e Catedrais” do poeta, professor e
militante cultural Nenem Patriota.
O livro tem prefácio de Margarida Silva e apresentação de Miriam Correia.

Nenê Patriota é considerado um porta-voz perene da cultura
egipiciense e pajeuzeira. Ele está envolvido nos mais diversos
eventos culturais, religiosos e políticos realizados na
região como a Festa Universitária, cantorias, congresso de
violeiros, teatros e na criação do Quintal da Cantoria,
evento mensal de grande repercussão.

A programação de lançamento, com participação de
poetas declamadores do Movimento de Cultura
Popular de São José do Egito, poetas da APPTA
de Tabira e artistas de Tuparetama terá início às 20:00,
no Espaço de Eventos da Academia da Cidade.

JORNALISTA DEMITIDA POR ESTE VIDEO ...mulher de coragem !!!

SERTÂNIA ESTÁ EM FESTA

Salve poeta! Sertânia mais uma vez faz um grande evento, desta vez estamos trazendo a grande rainha da humildade e do forró "IRAH CALDEIRA" e gostaria muito de contar com a sua presença e pedir a sua ajuda pra juntos divulgarmos este evento que acontecerá no America Esporte clube no dia 13 de Maio ás 22:00h.



Meu abraço

Galdêncio Neto

Eita, oposiçãozinha de merda!

> Boa noite, e eis aqui meu sueltinho de cada mês para o Jornal da Tarde
> de amanhã:

> A opinião de José Nêumanne

> Jornalista, escritor e editorialista do Jornal da Tarde

> Oposição ajuda PT

> a tomar São Paulo

> Tarefa sinalizada pelo PT de voltar à Prefeitura e tomar o governo de
> São Paulo está sendo muito facilitada pelo empenho de Kassab, Alckmin,
> Serra e Aécio em desmanchar o que resta de oposição

> Este fim de semana foi pródigo em meios sinais, que valem como
> inteiros para quem quiser entendê-los. A eleição de Ruy Falcão para a
> presidência nacional do PT deixou claro que, no partido de Lula e
> Dilma, manda quem pode - no caso, José Dirceu - e quem tem juízo,
> inclusive o ex e a atual presidente, bate palmas. Mais relevante ainda
> foi a volta de quem nunca de fato saiu, Delúbio Soares, guardião das
> joias da coroa petista. A escolha de um militante insignificante,
> embora egresso do maior Estado da Federação, deu a entender que os
> mandachuvas do Planalto agora querem invadir redutos no Viaduto do Chá
> e no Morumbi. E o perdão ao inocentado, com destaque para a frase do
> secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho - “se ele voltar a
> errar, o partido, da mesma forma que o recebeu de volta, vai ter que
> puni-lo de novo” - mostrou que o governo federal e o PT estão
> convictos de que o mal que fizeram não lhes fará mais mal nenhum.

> Se “frei” Gilberto, Delúbio, Dirceu e seus asseclas têm, ou não,
> razão, só o futuro dirá. Mas duas coisas é preciso reconhecer desde
> já. Primeiro: de fato, o domínio total sobre o Estado brasileiro passa
> pelo desmanche da oposição nas oficinas sediadas em Piratininga. Em
> segundo lugar, as tarefas de voltar à Prefeitura e tomar o governo
> estadual têm sido bem facilitadas pelos adversários que até agora
> impediram que isso ocorresse. Em vez de reunir os cacos do partido e
> fazer dele o núcleo de uma oposição digna do nome, José Serra e Aécio
> Neves travam uma luta de dardos verbais e manobras de bastidor que só
> os descredencia.

> Ajuda maior aos petistas do que a deles, contudo, tem sido dada por
> dois dos mais representativos líderes dos quais a oposição depende
> para manter algum fôlego na luta pela manutenção de algo semelhante a
> um Estado Democrático de Direito nesta República insana: o governador
> paulista, Geraldo Alckmin (PSDB), e o prefeito paulistano, Gilberto
> Kassab. Em vez de fortificar o PSDB, Alckmin resolveu enfraquecer o
> antecessor, José Serra, com golpes de mesquinha vingança.

> O prefeito fez pior. Após ter batido o ex-governador no primeiro turno
> e a ex-prefeita petista Marta Suplicy no segundo, mercê da preferência
> do eleitor, conquistada numa administração competente, escolheu
> garantir o futuro político abrindo as portas para um adesismo
> inadequado e subalterno. Nada  garante que, colhidos os frutos da
> adesão, Dilma reserve a quem aderir lugar  à mesa do banquete do
> poder. Pode até ser que ela desconheça a sentença de Napoleão
> Bonaparte, que, ao mandar fuzilar um inimigo que lhe levou
> informações, ensinou: “Do traidor só se aproveita a traição”. E  se
> ela souber e decidir aplicar?

> (Publicado na página 2A do Jornal da Tarde terça-feira 3 de maio de 2011)
 
Copyright ©2018 GArganTA MAGAlhães Todos os Direitos reservados | Designed by Robson Nascimento