sexta-feira, 27 de abril de 2012

eNEM de todos exames na INTERPOÉTICA

Nem as redes sociais mais ativistas
conseguirão escapar das LABAREDAS
de marqueteiros do CAIS às TORRES.
Inimigos de outrora, hoje mui amigos de
todos capitalismos líquidos, sólidos e gasosos.
Nem vem com  estéticos protestos que não
vingam nas práxis da politicidade.
Nem embalam nossos criolos corações.
Nem todo cuidado é pouco com as
sen si bi li da des  gerando novas
sus ce pti bi li da des. Vexames no eNEM.
Trata-se do fogo irmão diante e dentro das
fogueiras nos abismos de São João.
Nem se relembrem do ídolo João Gilberto
ignorando sabiamente cartilhas cruzadas
por ideologias em lojas de conveniência.
Camaradas camaleônicos? ENEM para todos.
Nem foguetes juninos. Nem traques e truques
contra as minorias rebeldes.
Nem  o destino deslindando-se em beleza!
Nem a política reconstruindo-se em justiça
social. Nem mesmo chamando as polícias.
Terapias do nem vem que não veem
dos tempos lógicos para a ilogicidade
par ti dá ria desdobrando-se do NEM ao ENEM.
Nem a Enciclopédia Britânica dissipará
digitalmente demências intelectuárias.
Nem os heterônimos de Fernando Pessoa
reinventados por Zé Paulinho Cavalcanti.
Nem os mistérios de Ofélia Pessoana
transfigurados por Maria Lectícia dos
sabores em saberes. Nem Barthes.
Nem o Prof.de Astrologia Eduardo Maia
deixou de nos advertir pela ausência dos
TT no Britto. Tensões em travessias.
Da tela dos cines às telinhas dos
atentadospoeticos@yahoo.com.br.
Nem tudo vale quanto pesa a dureza
do ser em tempos e nadas.
Recife, arrecife de desejos, maio 2012

0 comentários:

Numéro de Visitas

Seguidores

TEMPO

GArganTA MAGAlhães | Template by - Abdul Munir - 2008 - layout4all