sábado, 16 de maio de 2015

MINHA CIDADE (Flávio Magalhães)


                                                         Minha Cidade
(Poema feito quando eu tinha 19 anos em Homenagem a Sertânia)
Aqui eu vivo em Paz
Embora todos vagueiam
Em torturas pela luta da sobrevivência...
Enquanto outros esbanjam de prazer...
Aqui eu vivo em Paz
Onde o vigário fala “palavras de sabedoria”
Onde o Sol comanda
Seus raios de calor em nosso povo
Aqui eu vivo em Paz
Onde a alta sociedade
Não passa de uma falsa vaidade
Que não leva a lugar nenhum...
Onde existe muitos pobres de fato
Onde a fome ainda grita alto...
Aqui eu vivo em Paz
Onde a fome ainda grita alto...
Aqui eu vivo em Paz
Onde já foi terra dos coronéis sem patente
Agora terra de boa gente
Aqui eu vivo em Paz
Quer que chova ou faça Sol
Aqui eu tenho
Uma vida espontânea
Eu moro em Sertânia.
Aqui eu vivo em Paz.
(Flávio Magalhães)

0 comentários:

Numéro de Visitas

Seguidores

TEMPO

GArganTA MAGAlhães | Template by - Abdul Munir - 2008 - layout4all